Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Embaixada da Rússia condena 'ataques' do Pentágono contra RT e Sputnik

© Sputnik / Aleksandr KryazhevLogo da agência de notícias Sputnik
Logo da agência de notícias Sputnik - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Embaixada da Rússia em Washington criticou a postura do Pentágono ao acusar o canal RT e a agência de notícias Sputnik de divulgar informações falsas sobre a pandemia de COVID-19.

A missão diplomática russa ressaltou que o Pentágono, ao invés de encontrar um culpado, deve se concentrar em combater a infecção.

Diplomatas russos também afirmaram que os "ataques" do Pentágono podem ter um impacto negativo na segurança dos repórteres russos nos EUA, sendo assim, as organizações de direitos humanos devem estar atentas ao assunto.

"Instamos o Departamento de Defesa dos EUA a direcionar todos os seus esforços na luta contra a infecção por coronavírus. Em primeiro lugar, em suas próprias posições. Desejamos sinceramente a recuperação imediata dos soldados norte-americanos infectados, bem como de seus familiares. É um absurdo culpar a Sputnik e o RT. As tropas dos EUA com certeza não veem ou leem [RT e Sputnik]. Se eles não lavam as mãos, definitivamente não é culpa da mídia russa", citou a embaixada no Facebook.

Foi ressaltado também que Moscou e Washington trocavam informações sobre a crise da saúde, onde a Rússia estava pronta para ajudar todas as nações que estão sofrendo com a pandemia.

"Ninguém pretende atenuar a situação que já está complicada. Nesse contexto, a mídia dos EUA continua com sua russofobia, utilizando informações falsas em conferências de imprensa do Pentágono e do Departamento de Estado. Tamanha irresponsabilidade é questionável", afirmaram diplomatas russos.

"É hora de perceber que somente juntos podemos superar um problema comum. E somente depois será possível lançar sucessos de bilheteria sobre algum líder nessa luta", concluiu.

Em fevereiro, a agência internacional de informação Rossiya Segodnya, da qual o RT e a Sputnik fazem parte, afirmou ter sido abordada por um jornalista da Newsweek. Na ocasião, o jornalista afirmou que a revista descobriu que os militares norte-americanos estavam rastreando as contas das redes sociais da Sputnik para encontrar supostas informações falsas sobre a pandemia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала