Vêm à tona FOTO da superfície do Sol de 'ultra-alta definição' inigualável

© AP Photo / NASA / Goddard / CILCampo magnético do Sol
Campo magnético do Sol - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um novo estudo sobre o Sol pode ajudar a melhorar a compreensão sobre esta estrela e como as tormentas solares podem afetar a vida na Terra.

A Universidade de Central Lancashire (Reino Unido) publicou nesta quinta-feira (9) imagens da "mais alta resolução" jamais tiradas anteriormente da superfície do Sol. As fotografias revelam fios magnéticos extraordinariamente finos que estão cheios de gases eletrificados em altíssimas temperaturas.

© Foto / UCLanFoto em alta definição da superfície solar
Vêm à tona FOTO da superfície do Sol de 'ultra-alta definição' inigualável - Sputnik Brasil
Foto em alta definição da superfície solar

As fotos foram obtidas pela Câmera de Imagens de Alta Resolução (Hi-C, na sigla em inglês), um telescópio espacial da NASA que pode detectar estruturas da atmosfera solar tão pequenas como de 70 quilômetros, um tamanho que corresponde a 0,01 das dimensões do Sol.

O estudo, realizado pelos pesquisadores da universidade britânica em conjunto com o Centro Marshall de Voos Espaciais da NASA e publicado pelo Astrophysical Journal, pode ajudar a melhor compreender os fios de calor do Sol e como as erupções e tormentas solares poderiam afetar a vida na Terra.

"Até o momento, os astrônomos solares observaram nossa estrela mais próxima com uma 'definição padrão', enquanto a qualidade excepcional dos dados proporcionados pelo telescópio Hi-C nos permite examinar uma área do Sol em 'ultra-alta definição' pela primeira vez", ressaltou Robert Walsh, professor de física solar na Universidade de Central Lancashire.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала