Milhões de máscaras roubadas na Espanha teriam sido vendidas em Portugal (VÍDEO)

© REUTERS / Aly SongMáscaras em linha de produção na cidade de Xangai, na China, 31 de janeiro de 2020
Máscaras em linha de produção na cidade de Xangai, na China, 31 de janeiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em Santiago de Compostela, na Espanha, um empresário foi detido por estar supostamente envolvido no roubo de quase dois milhões de máscaras, bem como de outros materiais sanitários.

As autoridades locais afirmaram ter recebido uma denúncia de roubo de máscaras e outros acessórios de proteção pessoal, que estavam armazenados em um depósito. Trata-se de uma "grande quantidade de máscaras do modelo FFP2", bem como luvas cirúrgicas, uniformes sanitários, kits de primeiros socorros e álcool, segundo um comunicado da vice-presidência do governo autônomo da Galiza.

Ao averiguar a denúncia, as autoridades constataram que as máscaras haviam sido roubadas quase em sua totalidade. A mercadoria tinha um valor estimado de aproximadamente € 5 milhões (R$ 29 milhões), conforme o portal Faro de Vigo.

Todo o material roubado havia sido retirado de suas caixas originais com o "objetivo de esconder a sua origem", apontaram as autoridades.

"Tudo indica que o roubo ocorreu quando a pandemia de coronavírus já estava presente em diversos países e foi considerada como um problema de saúde pública [...] Por isso, os envolvidos estavam conscientes de que era um material muito necessário e que estava se tornando escasso no mercado", afirmam as autoridades.

Após investigar o caso mais a fundo, analisando as evidências das câmeras e depoimentos de testemunhas, estes apontaram para um empresário da cidade que recentemente havia tido uma reunião com cidadãos portugueses.

Devido a isso, há a hipótese de que "depois do roubo, os produtos tenham sido vendidos para uma empresa sediada em Portugal", indicam as autoridades.

No momento, as investigações estão em andamento a fim de localizar as partes envolvidas no roubo, bem como aqueles que receberam o produto em Portugal. O empresário, por sua vez, foi detido por suposta participação no crime.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала