Pentágono nega buscar ocultar informações de futuros orçamentos

© AP Photo / Charles DharapakVista do prédio do Pentágono, em Washington D.C, capital dos EUA
Vista do prédio do Pentágono, em Washington D.C, capital dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Pentágono nega acusações de que busca classificar informações anteriormente públicas sobre seus futuros gastos.

O Departamento de Defesa norte-americano insiste que a disponibilidade de informações sobre processos de orçamentos continuará pública, divulga o portal Defense News.

O Programa de Defesa para os Próximos Anos (FYDP, na sigla em inglês) prevê projeções de gastos para os planos do Departamento de Defesa em um período de cinco anos. Estas previsões podem fornecer valiosas informações ao público e à indústria sobre a visão e prioridades do Departamento, assim como o direcionamento dos programas.

O relato sobre uma proposta legislativa do Pentágono buscando classificar os dados FYDP foi publicado nesta segunda-feira (30) por Steven Aftergood, da Federação de Cientistas Americanos. Aftergood escreveu que a proposta iria "tornar ainda mais difícil para o Congresso e público aplicarem um novo foco e reconstruírem o orçamento de Defesa".

Comumente, os valores do FYDP são incluídos na divulgação do orçamento.

CC BY 2.0 / Justin Connaher / Soldado do exército dos EUA com binóculo
Pentágono nega buscar ocultar informações de futuros orçamentos - Sputnik Brasil
Soldado do exército dos EUA com binóculo

Contudo, o porta-voz do Pentágono Chris Sherwood afirmou que a proposta legislativa não almeja a informação atualmente disponível ao público durante o processo orçamentário usual. De fato, a proposta legislativa estaria voltada a um requisito do Ato de Autorização de Defesa Nacional de 2018 sobre o que é fornecido ao Congresso.

"É importante salientar que existe uma diferença entre um relatório desclassificado formal FYDP e dados desclassificados de outro ano para qualquer programa que é referido frequentemente como o FYDP em relação a um programa. Temos e continuaremos provendo o FYDP classificado como fazemos desde 1989. Não haverá nenhuma redução na informação atualmente fornecida", acrescentou o porta-voz.

Para Tok Mahnken, um ex-membro do Pentágono que agora é diretor do Centro para Estudos Estratégicos e Orçamentários, o Pentágono se beneficia desta abertura.

"Transparência acaba ajudando o Departamento de Defesa a justificar os recursos necessários frente ao Congresso e o público em geral", comenta Mahnken.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала