- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Argentina estende até 12 de abril quarentena para conter coronavírus

© REUTERS / Agustin MaracarianAgente de saúde mede temperatura de motociclistas, em Buenos Aires, Argentina, 19 de março de 2020
Agente de saúde mede temperatura de motociclistas, em Buenos Aires, Argentina, 19 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo da Argentina estendeu neste domingo (29) até 12 de abril a quarentena obrigatória, que terminaria na noite de terça-feira (31), para diminuir a disseminação do coronavírus no país. 

Até o momento, as autoridades sanitárias da Argentina confirmaram 820 casos da COVID 19, doença causada pelo vírus, e 20 mortes. 

O isolamento social foi determinado há nove dias, mas desde o início do surto da enfermidade no país foram adotadas medidas de restrição à circulação e aglomeração de pessoas, como a suspensão das aulas. 

"Vamos prolongar a quarentena até que termine a Semana Santa [12 de abril]. O que vamos conseguir com isso? Seguir controlando a transmissão do vírus. Prolongando a quarentena [...] vamos ter dados mais claros sobre como a enfermidade fica encubada", disse o presidente da Argentina, Alberto Fernández, em pronunciamento para a nação, segundo a agência Reuters. 

O chefe de Estado afirmou ainda que os resultados iniciais do isolamento "são bons". 

EUA também estendem quarentena

Na quinta-feira (26), após reunião do G20, Fernández disse que entre o "dilema de preservar a economia ou a vida, escolhemos a vida". No encontro, ele pediu a criação de um fundo mundial de emergência humanitária para conter os efeitos da COVID-19. 

O governo dos Estados Unidos também anunciou a prorrogação do isolamento social no país, que irá até 30 de abril. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o isolamento social para evitar uma propagação muito rápida do coronavírus, o que pode provocar o colapso de sistemas de saúde e muitas mortes. 

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro vem defendendo o isolamento vertical, abrangendo apenas idosos e grupos de risco, para, segundo ele, não prejudicar a economia. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала