Defesa antiaérea da Síria repele ataque de mísseis israelenses em Quneitra

© AP Photo / Sepah NewsLançamento de mísseis iranianos desde a cidade Kermanshah contra terroristas na margem leste do rio Eufrates na Síria, 1º de outubro de 2018
Lançamento de mísseis iranianos desde a cidade Kermanshah contra terroristas na margem leste do rio Eufrates na Síria, 1º de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os sistemas de defesa antiaérea das tropas do governo sírio repeliram um ataque de mísseis à província de Quneitra, no sudoeste do país, informou a mídia síria nesta quarta-feira (4).

Segundo publicou a emissora estatal Al-Ikhbariya, o ataque foi realizado por Israel a partir das Colinas de Golã e também do espaço aéreo do Líbano.

Alguns minutos antes, a emissora informou sobre outro ataque aéreo - na cidade de Homs - que também estava sendo repelido pelos sistemas nacionais de defesa antiaérea. Ainda não se sabe quem está por trás do ataque a Homs.

As Forças de Defesa de Israel (FDI) se recusaram a comentar os ataques de Quneitra.

"Neste momento não estamos comentando sobre relatos da mídia estrangeira acerca dos acontecimentos na Síria", disseram as FDI.

Esta não seria a primeira vez que o espaço aéreo sírio é violado recentemente. No dia 23 de fevereiro, as FDI confirmaram que realizaram ataques contra Damasco com o objetivo de atingir alvos jihadistas.

No dia 13 de fevereiro, a defesa antiaérea da Síria afirmou que mísseis foram disparados contra Damasco vindos da área controlada por Israel nas Colinas de Golã.

© AP Photo / Ariel SchalitSoldados israelenses monitoram a fronteira Israel–Síria (foto de arquivo)
Defesa antiaérea da Síria repele ataque de mísseis israelenses em Quneitra - Sputnik Brasil
Soldados israelenses monitoram a fronteira Israel–Síria (foto de arquivo)

Israel realizou centenas de ataques aéreos contra a Síria até o momento, com frequência disparando mísseis das regiões das Colinas de Golã ou do Líbano com o objetivo de dificultar operações de defesa antiaérea. Os ataques têm como alvo o que Tel Aviv chama de forças apoiadas pelo Irã que, de acordo com as autoridades israelenses, ameaçam o país.

O Irã, por sua vez, sustenta que sua presença na Síria é coordenada com Damasco e não necessita de aprovação de Tel Aviv.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала