'Bomba' climática gigante é detectada no mar Vermelho

© AFP 2022 / STRINGERIlhas de Tiran (primeiro plano) e Sanafir (fundo), no mar Vermelho
Ilhas de Tiran (primeiro plano) e Sanafir (fundo), no mar Vermelho - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Cientistas do Instituto Químico da Sociedade Max Planck da Alemanha detectaram uma "bomba" climática gigante que emite em quantidades enormes gases de efeito estufa.

O portal científico Science Alert, citando uma pesquisa de cientistas do Instituto Químico da Sociedade Max Planck, Alemanha, informou que hidrocarbonetos que estão subindo do fundo do mar Vermelho poluem atmosfera a uma velocidade equivalente às emissões de alguns países exportadores de combustível fóssil.

Pesquisadores descobriram que os níveis de propano e etano no ar sobre a zona norte do mar Vermelho são 40 vezes superiores ao previsto.

A análise de várias fontes de gases de efeito estufa, inclusive transporte, agricultura, queimada de biomassa e produção da energia elétrica de hidrocarbonetos, trouxe um resultado inesperado.

Os dois gases, propano e etano, se infiltram através do fundo do mar de reservas naturais de petróleo e gás. Entrando na superfície, se misturam com outro gás de efeito estufa – óxido nitroso, produzido por navios em grandes quantidades. Como resultado, formam conexões extremamente nocivas para saúde humana.

"Fiquei surpreso com os resultados […] Nós passamos quase dois anos trabalhando com esse conjunto de dados para comprovar confidentemente que as emissões provem de cerca de dois quilômetros abaixo da superfície do mar", declarou o autor da pesquisa, Efstratios Boursoukidis.

O nível de emissão é comparado aos níveis de emissões de países como Arábia Saudita ou Kuwait. Cientistas preveem que no futuro o aumento do tráfego de navios na região levará à deterioração significativa da qualidade do ar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала