Damasco se propõe a meta de recuperar o controle sobre todos os territórios sírios ocupados

© AP Photo / Baderkhan AhmadComboio militar norte americano perto da cidade síria de Tel Tamer
Comboio militar norte americano perto da cidade síria de Tel Tamer - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Damasco planeja reestabelecer sua soberania sobre todos os territórios do país, incluindo as áreas atualmente ocupadas pelos Estados Unidos, declarou o embaixador da Síria na ONU, Bashar Jaafari.

"Idlib é um território sírio, o governo da Síria se propõe o objetivo de libertar toda esta região da presença dos terroristas, assim como outras áreas do país ocupadas por estrangeiros, concretamente pela Turquia e Estados Unidos. Além do mais, não se esqueçam das Colinas de Golã sob ocupação israelense", disse Jaafari no fim das consultas no formato de Astana celebradas na capital do Cazaquistão.

Damasco não tolerará a presença terrorista estrangeira em Idlib, apoiada pelos Estados Unidos, Reino Unido, Turquia e Arábia Saudita, afirmou.

"Nossa única opção é libertar estes territórios", concluiu.

© AP Photo / Hassan AmmarManifestastes contra os ataques da coalizão internacional na Síria agitando bandeiras da Síria, Irã e Rússia
Damasco se propõe a meta de recuperar o controle sobre todos os territórios sírios ocupados - Sputnik Brasil
Manifestastes contra os ataques da coalizão internacional na Síria agitando bandeiras da Síria, Irã e Rússia

O assessor do Ministério das Relações Exteriores do Irã para assuntos políticos, Ali Asghar Khaji, em consonância com a posição síria, denunciou:

"A presença dos Estados Unidos na Síria e sua ocupação violam as normas internacionais, minam a soberania e integridade territorial da Síria, por isso o Irã deseja impedir essa presença, especialmente nas zonas petroleiras."

Nursultan, atual nome da capital do Cazaquistão, acolheu entre 10 e 11 de dezembro as consultas sobre o processo de paz sírio em que tomaram parte delegações da Turquia, Rússia, o governo sírio e a oposição.

Asghar Khaji enfatizou que a renda da venda do petróleo deve pertencer ao governo sírio.

A Síria vive desde março de 2011 um conflito em que as tropas governamentais enfrentam facções armadas da oposição e grupos terroristas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала