EUA revelam principal tema da retomada da negociação com o Talibã

© REUTERS / Tom BrennerO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, realiza um discurso às tropas norte-americanas da base aérea de Bagram, no Afeganistão. A visita no Dia de Ação de Graças, 28 de novembro de 2019, foi surpresa e restabeleceu negociações com o Talibã.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, realiza um discurso às tropas norte-americanas da base aérea de Bagram, no Afeganistão. A visita no Dia de Ação de Graças, 28 de novembro de 2019, foi surpresa e restabeleceu negociações com o Talibã. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos concentrarão seus esforços na redução da violência durante as negociações com Talibã, no Afeganistão.

Caso sejam bem-sucedidas, as negociações, suspensas anteriormente, terão o escopo ampliado e passarão a a incluir um acordo de paz para o país devastado pela guerra, segundo afirmou à Sputnik nesta sexta-feira (29) um dos principais funcionários do governo dos EUA.

“Como o presidente disse, estamos reiniciando as negociações com o Talibã. O foco será a redução da violência", afirmou o funcionário do governo. "Se um acordo puder ser alcançado, os dois lados poderão expandir as negociações e abrir caminho para a assinatura de um acordo de paz", acrescentou.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a retomada das negociações com o movimento radical Talibã na quinta-feira (28), quando chegou ao Afeganistão em uma visita surpresa para cumprimentar as tropas norte-americanas e conhecer o presidente afegão, Ashraf Ghani.

Trump disse que o Talibã quer um cessar-fogo e prometeu reduzir a presença militar dos EUA no país para 8,6 mil. Atualmente os EUA têm de cerca de 12 mil soldados no Afeganistão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала