Cidadão dos EUA é indiciado após visitar a Coreia do Norte

© AP Photo / Vincent YuPessoas tiram fotos em frente à bandeira da Coreia do Norte e dos EUA, em Hanói, Vietnã, 24 de fevereiro de 2019
Pessoas tiram fotos em frente à bandeira da Coreia do Norte e dos EUA, em Hanói, Vietnã, 24 de fevereiro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos estão indiciando criminalmente um cidadão norte-americano por violar as sanções dos EUA contra a Coreia do Norte.

O processo judicial vem logo após ele ter viajado à Coreia do Norte para uma conferência sobre tecnologia blockchain e criptomoeda, segundo informou o Departamento de Justiça dos EUA em um comunicado à imprensa nesta sexta-feira (29).

"Virgil Griffith forneceu informações altamente técnicas à Coreia do Norte, sabendo que essas informações poderiam ser usadas para ajudar a Coreia do Norte a lavar dinheiro e evitar sanções. Ao fazê-lo, Griffith pôs em risco as sanções que o Congresso e o presidente promulgaram para pressionar ao máximo o perigoso regime da Coreia do Norte", disse o procurador dos EUA Geoffrey S. Berman através do comunicado.

Griffith, cidadão norte-americano que reside em Cingapura, participou do evento norte-coreano em abril deste ano. Lá, o norte-americano teria compartilhado informações sobre blockchain que podem ser usadas para evadir sanções.

Ele foi preso na cidade norte-americana de Los Angeles na quinta-feira (28) e deve comparecer em tribunal ainda nesta sexta-feira, informou o comunicado.

A queixa criminal contra Griffith notou que as sanções proíbem norte-americanos de exportar quaisquer bens, serviços ou tecnologia para a Coreia do Norte sem uma licença do Departamento do Tesouro dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала