EUA aumentaram em mais de 10 vezes número de soldados na Polônia, diz premiê polonês

© REUTERS / Franciszek Mazur/Agência GazetaSoldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia (foto de arquivo)
Soldados americanos perto de um sistema antimísseis Patriot em Sochaczew, perto de Varsóvia, Polônia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
EUA aumentaram seu número de tropas na Polônia de cerca de 300 para 4.500 militares, ao passo que mais 1.000 soldados americanos deverão ser enviados.
"Os Estados Unidos, nosso aliado mais poderoso, graças aos esforços do presidente Andrzej Duda e do ministro da Defesa Nacional, decidiram aumentar o contingente militar dos EUA na Polônia em mais de dez vezes", declarou a chancelaria do premiê polonês Mateusz Morawiecki em sua página no Twitter.

A declaração da autoridade polonesa veio após Varsóvia e Washington assinarem um acordo sobre cooperação militar no meio do ano.

Segundo publicou o ministro da Defesa da Polônia Mariusz Blaszczak no Twitter, o número de militares norte-americanos no país deverá crescer em 1.000, com base no acordo.

​Graças aos esforços do Presidente Andrzej Duda e do Ministério da Defesa Nacional, o número de soldados do Exército dos EUA na Polônia cresceu em mais de 4.000. Em 2015 eram cerca de 300, agora já são 4.500, enquanto após a assinatura do acordo entre Duda e Trump este número crescerá no mínimo em 1.000.

As partes do acordo também trataram sobre os locais que abrigarão as tropas americanas, sendo que seu quartel-general será na cidade de Poznan.

Mudança de posição

Em setembro, o líder do partido governista Lei e Justiça (PiS), Jaroslaw Kaczynski, disse que a princípio não se planejava uma presença permanente de tropas americanas no país europeu.

No entanto, segundo ele, a situação geopolítica mudou nos últimos anos e "levou a uma mudança de posição de nossos aliados ocidentais, em particular dos EUA".

Por sua vez, a presença militar norte-americana no país eslavo tem sido um dos pontos de discórdia entre Washington e Moscou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала