Rússia desenvolve caçadores de drones 'baratos e eficientes', segundo especialistas

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensMaquete do drone de ataque S-70 Okhotnik apresentada no Salão Aeroespacial MAKS 2019 (imagem referencial)
Maquete do drone de ataque S-70 Okhotnik apresentada no Salão Aeroespacial MAKS 2019 (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Durante a feira de equipamentos de Defesa Interpolitex 2019, a academia militar russa RVSN exibiu projetos de caçadores de drones "baratos e eficientes" na opinião de especialistas.

Além do surgimento de mísseis e veículos blindados cada vez mais poderosos, os conflitos armados do século XXI têm demonstrado sua sofisticação pelo uso cada vez mais corrente de drones.

Fora a importância dos drones para operações de inteligência, as aeronaves não tripuladas têm sido armadas para realizar ataques cirúrgicos com a maior precisão possível.

Diante de tal ameaça, a Academia Militar de Mísseis Estratégicos da Rússia Pedro, o Grande (RVSN) exibe diversos armamentos capazes de derrubar drones na feira de equipamentos de Defesa Interpolitex 2019, que está decorrendo entre os dias 22 e 25 deste mês em Moscou.

Drone a energia solar

O primeiro armamento exibido foi uma aeronave de pequeno porte não tripulada projetada para detectar e abater pequenos drones, conforme publicou o canal RT.

Em forma de asa, o aparelho é munido com um painel solar na sua parte superior, utilizando a energia solar para se mover. Além disso, a aeronave possui um motor elétrico e um bloco de aceleradores descartáveis a pólvora, o que permite o aumento brusco da velocidade de voo.

Fora isso, a aeronave não tripulada possui um sistema de câmeras cujo objetivo é detectar outros drones no ar. A trajetória da aeronave pode ser programada sem que um operador terrestre tenha que controlar a aeronave todo o tempo.

Uma vez detectado o alvo, o drone dá a opção ao operador de abrir fogo contra o adversário. Para isso, o aparelho foi munido com uma mira a laser capaz de medir a distância até ao alvo e auxiliar a pontaria.

Estas características tornam o drone capaz de abater outras aeronaves não tripuladas. No entanto, sua função central seria caçar e destruir drones feitos em condições caseiras.

De acordo com Dmitry Danilochev, um dos diretores da RVSN, conflitos como a guerra civil na Síria demonstraram o grande risco que os drones de fabrico caseiro representam em um conflito armado.

"Quando se trata de drones de grandes fabricantes, seus canais de informação, frequência, localização geográfica e características táticas são conhecidos. [...] No entanto, abater um drone de fabrico caseiro é muito mais difícil. Contudo, nosso armamento deve simplificar esse trabalho", publicou a fala de Danilochev a RT.

Tanto no ar quanto na terra

Além do drone caçador, a RVSN desenvolveu um armamento a laser portátil capaz de interromper as comunicações de drones com sua base operadora.

Além do mais, o armamento é capaz de atacar aeronaves em um ângulo de 360°.

Segundo Dmitry Kornev, fundador do portal Military Russia, o uso de armamentos a laser no combate a drones é "barato e eficiente", como informou o canal.

Esta característica será fundamental para seu emprego em combate pelas forças armadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала