China reduziu seus títulos da dívida americana

© REUTERS / Jason LeeYuan e dólar (imagem referecial)
Yuan e dólar (imagem referecial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pequim diminuiu sua participação na dívida pública dos EUA cortando US$ 6,8 bilhões (cerca de R$ 28,3 bilhões) de seus títulos da dívida americana em agosto.

O corte foi mais uma das políticas de Pequim em relação aos Estados Unidos durante a chamada guerra comercial entre ambos os países.

Segundo dados publicados pelo Tesouro dos Estados Unidos, o país contava com aproximadamente US$ 1,110 trilhão (cerca de R$ 4,62 trilhões) títulos em julho deste ano. Em agosto, tal soma caiu para US$ 1,103 trilhão (cerca de R$ 4,59 trilhões).

Ou seja, uma queda de US$ 6,8 bilhões (cerca de R$ 28,3 bilhões).

Mesmo assim, a China continua sendo o segundo maior titular da dívida americana, atrás somente do Japão.

Juntos, os dois países correspondem a cerca de um terço dos títulos da dívida pública dos EUA.

Desdolarização

Além de diminuir sua participação nos títulos americanos, a China iniciou um processo de desdolarização de sua economia, objetivando assim reduzir sua dependência da moeda americana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала