Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Bolívia avança 'a passo firme' para pleno controle do espaço aéreo com 1ª rede de radares (FOTOS)

CC0 / Pixabay / Radar (imagem referencial)
Radar (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Bolívia pôs em funcionamento a fase inicial de sua primeira rede nacional de radares civis e militares.

Com isso, o país sul-americano terá controle pleno de seu espaço aéreo, em um território de 1,1 milhão de quilômetros quadrados, informou a agência estatal de notícias ABI.

"Agora sim, estamos avançando a passo firme para, como Bolívia e suas Forças Armadas, estabelecer a soberania aérea para controle correspondente", afirmou o presidente boliviano, Evo Morales, na inauguração da sede do Comando de Segurança e Defesa do Espaço Aéreo na cidade de Cochabamba.

O presidente também afirmou que o controle de tráfego aéreo na Bolívia, para garantir segurança e combate ao narcotráfico, estará sob a responsabilidade de "apenas uma estrutura institucional" cívico-militar, liderada pela Força Aérea boliviana.

​O SINDACTA conta com 13 radares de uso civil e militar, quatro centros de aproximação nos principais aeroportos do país, um centro de comando e controle e um centro de formação de controladores aéreos no centro de controle de tráfego aéreo mais moderno da região.

Inicialmente, o sistema de 13 radares será utilizado nos principais aeroportos do país e estará em pleno funcionamento a partir de 2020, afirmou o coordenador geral do projeto, Luis Ricardo Gómez.

A rede ligada por satélites e fibra ótica foi instalada em quatro anos pela empresa francesa Thales, por um valor de € 191 milhões (R$ 855 milhões).

Anteriormente, a Bolívia contava com apenas um par de radares comerciais de curto alcance.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала