Após perderem fornecedores turcos, EUA encomendam US$ 2,4 bi em peças do F-35

© Foto / Marinha dos EUA / Bernadette WildesF-35 a bordo de um porta-aviões (imagem referencial)
F-35 a bordo de um porta-aviões (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Lockheed Martin ganhou mais contrato de US$ 2,4 bilhões para entregar peças sobressalentes iniciais do programa F-35, informou o Departamento de Defesa em um comunicado à imprensa.

"A Lockheed Martin Aeronautics Co., de Fort Worth, Texas [...] recebe US$ 2.426.326.544 [R$ 9.997.866.088] por peças sobressalentes iniciais do F-35 Lightning II para o Corpo de Fuzileiros Navais, Marinha, Força Aérea, e participantes não americanos do Departamento de Defesa [DoD] e clientes do programa de vendas militares estrangeiras [FMS]", disse o comunicado publicado nesta sexta-feira (23).

O Pentágono precisa reabastecer centenas de peças do F-35 porque a administração Trump expulsou a Turquia do programa de caça no mês passado devido à decisão de Ancara de comprar o sistema de defesa russo S-400.

Cerca de dez fornecedores turcos fabricam atualmente mais de 900 peças F-35, das quais 400 são de fonte única, disse o Pentágono após a decisão no mês passado.

Durante sua audiência de confirmação para o cargo, em meados de julho, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, disse que a frota de 300 F-35s não deve atingir a meta de avaliação de prontidão do Pentágono, principalmente devido à escassez de peças-chave.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала