Secretário-geral da ONU condena assassinato de dois funcionários da missão na Líbia

© AFP 2022 / KENA BETANCURAntónio Guterres durante discurso em Nova York (foto de arquivo)
António Guterres durante discurso em Nova York (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou o ataque na cidade líbia de Bengasi, que matou dois funcionários da missão das Nações Unidas, afirmou seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

Dujarric salientou que a ONU solicita às autoridades líbias que empreendam todo o esforço ao seu alcance para encontrar os culpados do crime.

"O secretário-geral condena veementemente o ataque de hoje, realizado pela explosão de um veículo na Líbia em Bengasi. Dois funcionários das Nações Unidas perderam suas vidas após a detonação, e três outros estão entre os feridos", informou o comunicado.

O secretário-geral também pediu que todos os lados do conflito cumpram a trégua e retornem à mesa de negociações.

Horas antes, na cidade de Bengasi, um carro-bomba explodiu nas proximidades de um mercado. Duas pessoas morreram e dez ficaram feridas, incluindo uma criança.

A França anunciou que planeja convocar neste sábado uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU para discutir ao ataque.

O Exército Nacional da Líbia (ENL), chefiado pelo marechal Khalifa Haftar, anunciou neste sábado um cessar-fogo, com duração até segunda-feira, por ocasião do feriado muçulmano Eid al-Adha, ou Festa do Sacrifício.

Horas antes, o Governo de Unidade Nacional da Líbia também aceitou a trégua humanitária.

Eid al-Adha este ano é comemorada no dia 11 de agosto e celebra o fim da peregrinação às cidades sagradas de Meca e Medina.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала