Complexo de Fukushima será desmanchado em processo que pode levar mais de 40 anos

© AP Photo / Shizuo KambayashiFukushima, Japão (foto de arquivo)
Fukushima, Japão (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Companhia Elétrica de Energia de Tóquio (TEPCO), que opera a usina nuclear de Fukushima Daiichi, afirmou nesta quarta-feira (30) que pretende desativar todas as unidades de estação de energia da usina.

"Conforme anunciado em 14 de junho de 2018, a TEPCO tem considerado esse passo desde o ano passado - em conjunto com a desativação de Fukushima Daiichi - com o objetivo de fazer as comunidades locais se sentirem mais seguras", disse a empresa através de um comunicado oficial. Fukushima foi o local de um desastre em 2011 após um tsunami atingir a usina.

A estação de energia nuclear que será desativada fica a cerca de 11 km do local do acidente, que foi o pior acidente nuclear desde Chernobyl.

Na semana passada, a agência de notícias Kyodo divulgou que a TEPCO estava planejando a desativação da usina nuclear, afirmando que isso pode custar à companhia cerca de US$ 2,6 bilhões e levar mais de 40 anos. A ideia de desmantelar o complexo nuclear, que já foi desativado, tem como objetivo impedir que as atividades na região sejam reiniciadas no futuro.

O acidente em Fukushima decorreu de um tsunami após um terremoto que atingiu 9 graus de magnitude. O derretimento em 3 das 4 unidades da usina, além de explosões, foram causados por falhas nos sistema de resfriamento da usina, o que levou ao vazamento de material radioativo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала