Gibraltar prende capitão de petroleiro iraniano

© REUTERS / Hamad I MohammedPetroleiro passando pelo estreito de Ormuz
Petroleiro passando pelo estreito de Ormuz - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia de Gibraltar prendeu o capitão e imediato do super petroleiro iraniano Grace 1, que havia sido apreendido por supostamente violar as sanções da União Europeia contra à Síria, informou a emissora Sky News nesta quinta-feira (11).

Em 4 de julho, fuzileiros navais britânicos e autoridades de Gibraltar tomaram o petroleiro por supostamente transportar petróleo para a Síria. Segundo o ministro-chefe de Gibraltar, Fabian Picardo, essas medidas foram tomadas por causa de "informações que deram ao governo de Gibraltar motivos razoáveis ​​para supor que Grace 1 estava agindo em desafio às sanções da UE "contra à Síria".

O Ministério das Relações Exteriores iraniano convocou o embaixador do Reino Unido para protestar contra a decisão, e seu porta-voz, Abbas Mousavi, disse que Teerã considerava inaceitável a tomada do petroleiro porque as sanções em questão não eram baseadas em decisões da ONU.

O ministro das Relações Exteriores da Espanha, Josep Borrell, afirmou que o navio havia sido apreendido a pedido dos EUA. Ao mesmo tempo, o vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Abbas Araghchi, negou a informação de que o petroleiro detido havia transportava petróleo para os sírios. 

Gibraltar é um território britânico ultramarino no extremo sul da Península Ibérica, adjacente à Espanha, com uma população de cerca de 32.000 habitantes. O território é autônomo em todos os assuntos - incluindo a tributação - exceto política externa e defesa, que estão sob a jurisdição do governo do Reino Unido. O Reino Unido e a Espanha disputam Gibraltar há mais de 300 anos depois do território ter sido cedido por Madri pelo Tratado de Utrecht.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала