'Investigador' do caso MH370 teria recebido ameaças de morte por procurar avião desaparecido

© AP Photo / Daniel ChanUm homem escreve condolências no Dia da Memória dos trágicos acontecimentos com o avião MH370
Um homem escreve condolências no Dia da Memória dos trágicos acontecimentos com o avião MH370  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um detetive amador americano foi avisado de que será assassinado se continuar investigando o misterioso desaparecimento do avião do voo MH370, informa mídia.

O ex-piloto e especialista em aviação William Langewiesche compartilhou com o The Sun a informação de que o famoso investigador amador do caso MH370, Blaine Gibson, começou a receber ameaças de morte caso não pare as suas atividades investigatórias.

Gibson chegou pela primeira vez às manchetes em fevereiro de 2016, quando afirmou ter encontrado destroços da aeronave da Malaysian Airlines, que haviam sido arrastados para as regiões costeiras do oceano Índico.

Mensagens de intimidação

"Uma mensagem dizia que, ou ele pararia a busca de destroços, ou deixaria Madagascar em um caixão", disse o piloto aposentado.

As ameaças teriam começado pouco depois de Gibson ter feito sua primeira descoberta de um pedaço triangular de asa de avião, supostamente do voo MH370, com as palavras "no step" escritas nele.

"Ele frequentemente troca seus chips de celular. Ele acredita que às vezes é seguido e fotografado", afirmou Langewiesche, adicionando que Gibson está supostamente escondido, temendo poder ser espiado.

"Outra [mensagem] advertia que morreria de envenenamento por polônio [...] Ele ficou traumatizado", acrescentou.

Gibson já encontrou mais de 16 pedaços de destroços de aeronaves, que apareceram nas ilhas de Reunião e Rodrigues, Madagascar, Maurícia e no litoral da África do Sul.

Os teóricos da conspiração acreditam que o Gibson tem todas as razões para estar assustado.

Eles apontam para o fato de que um diplomata que investigava o desaparecimento foi morto a tiros quando estava prestes a entregar "novas provas" para os investigadores malaios, segundo a mídia.

Os destroços da aeronave ainda não foram oficialmente encontrados, e vários entusiastas continuando apresentando diferentes teorias, em uma tentativa de localizar onde o avião caiu ou pousou.

© AP Photo / Rob GriffithSombra do avião da Força Real da Nova Zelândia P3 Orion vista nas nuvens durante as buscas do avião malaio MH370 desaparecido
'Investigador' do caso MH370 teria recebido ameaças de morte por procurar avião desaparecido - Sputnik Brasil
Sombra do avião da Força Real da Nova Zelândia P3 Orion vista nas nuvens durante as buscas do avião malaio MH370 desaparecido

O avião do voo MH370 da Malaysian Airlines desapareceu no dia 8 de março de 2014, quando transportava 239 pessoas de Kuala Lumpur para Pequim. A investigação oficial, que durou muitos anos após o desaparecimento da aeronave, não conseguiu chegar a nenhuma conclusão sobre a razão pela qual o avião condenado mudou sua rota.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала