- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Pressão de ruralistas para avançar sobre reservas derruba presidente da Funai

© Hebert Rondon/ IbamaFiscalização do Ibama na Amazônia
Fiscalização do Ibama na Amazônia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chefe da agência de assuntos indígenas do Brasil disse na terça-feira que foi demitido devido à pressão do Ministério da Agricultura, que sob o comando do presidente Jair Bolsonaro está buscando abrir terras de reservas para a agricultura comercial e para a mineração.

Franklimberg Ribeiro de Freitas, chefe da Agência Nacional de Assuntos Indígenas, a Funai, foi retirado do cargo pelo Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, que supervisiona a Funai, confirmou a pasta.

Em declarações aos funcionários da agência, Freitas culpou Luiz Antônio Nabhan Garcia, secretário de Assuntos Agrários do Ministério da Agricultura, por sua demissão. Freitas declarou que Bolsonaro foi "muito mal aconselhado".

Presidente Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa após evento do Dia da Vitória, no Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Dados de satélite mostram que desmatamento da Amazônia cresce sob Bolsonaro

Em maio, a Câmara dos Deputados rejeitou a iniciativa de Bolsonaro de colocar decisões sobre terras indígenas nas mãos do Ministério da Agricultura e as manteve com a Funai.

O presidente alarmou antropólogos e ambientalistas ao planejar assimilar os 800 mil indígenas brasileiros e abrir terras de reserva para o desenvolvimento comercial, mesmo na Floresta Amazônica.

Azelene Inácio, ex-diretor da Funai, é um potencial substituto de Freitas na Funai, segundo a Agência Reuters.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала