Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Trump: Rússia, Síria e Irã devem parar ataques aéreos contra Idlib

© AP Photo / Evan VucciPresident Donald Trump speaks during an event in the Rose Garden at the White House to declare a national emergency in order to build a wall along the southern border, Friday, Feb. 15, 2019, in Washington
President Donald Trump speaks during an event in the Rose Garden at the White House to declare a national emergency in order to build a wall along the southern border, Friday, Feb. 15, 2019, in Washington - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu à Rússia, Síria e Irã que parem com os bombardeios, supostamente realizados por estes países na província síria de Idlib.

"Ouvi dizer que a Rússia, a Síria e, em menor grau, o Irã estão bombardeando brutalmente a província de Idlib na Síria e matando indiscriminadamente muitos civis inocentes… O mundo está vendo essa carnificina… Qual é o propósito, o que pretendem? "Parem!", publicou Trump em seu Twitter.

​Na província de Idlib, onde os grupos derrotados na luta contra o governo sírio e que se recusaram a depor as armas se abrigaram, existe mais de uma dúzia de grupos armados diferentes. A maior parte desses grupos coopera com a Frente al-Nusra (também conhecida como Hayat Tahrir al Sham).

A Síria vive uma guerra civil desde março de 2011. As forças do governo são confrontadas por facções armadas da oposição e grupos terroristas. Centenas de milhares de pessoas perderam a vida durante o conflito no país árabe.

A solução para a crise é buscada em duas plataformas. Uma em Genebra, sob os auspícios da ONU, e outra em Astana (capital do Cazaquistão), com apoio da Rússia, da Turquia e do Irã.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала