Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Teerã põe em causa declaração de Trump de que EUA não visam 'mudança de regime' no Irã

© AP Photo / Vahid SalemiManifestantes iranianos queimam representações da bandeira dos EUA durante um protesto em frente à ex-embaixada dos Estados Unidos em resposta à decisão do presidente Donald Trump de desistir do acordo nuclear e renovar as sanções a Teerã.
Manifestantes iranianos queimam representações da bandeira dos EUA durante um protesto em frente à ex-embaixada dos Estados Unidos em resposta à decisão do presidente Donald Trump de desistir do acordo nuclear e renovar as sanções a Teerã. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, respondeu às declarações do presidente dos EUA, Donald Trump, de que Washington não tem o objetivo de mudar o governo no Irã, procura sim impedir Teerã de desenvolver armas nucleares.

Na sua conta no Twitter, Zarif desmentiu que Teerã aspire a ter armas nucleares e acusou Washington de provocar tensões regionais enviando forças adicionais ao Oriente Médio, bem como prejudicando o povo iraniano.

"[O líder supremo iraniano], aiatolá Ali Khamenei disse há tempos que nós não buscamos possuir armas nucleares ao pronunciar uma fátua (decreto) proibindo-as. O terrorismo econômico do B-Team [composto pelo assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Bin Zayed, e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu] prejudica o povo iraniano e causa tensões na região. As ações, não as palavras, mostrarão se essa é ou não a intenção de Donald Trump", afirmou o chanceler no Twitter.

Ontem (27), durante sua visita oficial ao Japão, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que Washington não tem o objetivo de mudar o governo no Irã.

Ron Paul em 2011. - Sputnik Brasil
Bolton e Pompeo estão empurrando Trump para a guerra com o Irã, diz ex-congressista

"Não estamos procurando uma mudança de regime, só quero deixar isso claro. Estamos procurando pela proibição de armas nucleares", disse Trump durante a coletiva de imprensa realizada após sua reunião com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

As tensões entre Washington e Teerã aumentaram desde maio de 2018, após o presidente americano deixar o acordo nuclear iraniano. Desde então, os EUA impuseram várias rodadas de sanções contra a república islâmica, visando o sistema financeiro, transporte, forças armadas e outras esferas do país.

Além disso, em maio de 2019 Washington enviou navios de guerra e bombardeiros estratégicos B-52 para o Oriente Médio com o objetivo de enviar "uma mensagem clara e inequívoca" a Teerã.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала