Senador Graham apresenta proposta para combater a crise na fronteira sul dos EUA

© AP Photo / Mark J. TerrillLindsey Graham
Lindsey Graham - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em um esforço para enfrentar a crescente crise migratória, o senador Lindsey Graham divulgou nesta quarta-feira um projeto de lei que põe fim às reivindicações de asilo na fronteira dos EUA e devolve menores desacompanhados a seus países de origem.

O projeto de lei de Graham foi projetado especificamente para lidar com as brechas que, segundo ele, estão incentivando migrantes da América Central viajar para o norte trazendo crianças. Pela lei, autoridades americanas só podem manter menores detidos sem suas respectivas famílias por 20 dias (depois disso, eles são usualmente libertados e permanecem no país).

“É de conhecimento geral na América Central que se você levar um filho menor com você, sua chance de ser deportado vai para quase zero, sua audiência está a anos de distância e nós libertamos para permanecer dentro do país" ele disse.

Muro na fronteira entre EUA e México - Sputnik Brasil
Trump: EUA estão enviando soldados armados para fronteira com México
O projeto, que Graham chamou de "um pesadelo para contrabandistas" e "uma dádiva para acabar com o desastre humanitário", acabaria com pedidos de refúgio na fronteira dos EUA para migrantes do Triângulo Norte (Honduras, Guatemala e El Salvador), enviando-os para centros de processamento de refugiados estabelecidos no próprio Triângulo Norte e no México.

A lei também permitiria que menores desacompanhados fossem devolvidos ao país de origem. Também se propõe que o tempo que as famílias se mantenham juntas seja estendido de 20 para 100 dias, de modo a ajudar a permitir que o processo corra sem que os imigrantes sejam libertados. O projeto também prevê um adicional de 500 juízes de imigração para lidar com o acúmulo de pedidos de refúgio.

Graham salientou que, até que essas lacunas sejam resolvidas, quaisquer outras medidas de segurança para lidar com a crise na fronteira serão inúteis.

"Não importa o quão alto o muro seja construído, quantos drones você tem, não importa quantos agentes você tenha na fronteira, eles continuarão vindo porque querem ser pegos", disse ele.

Agente do serviço de imigração dos EUA em um centro de detenção de Raymondville, Texas (arquivo) - Sputnik Brasil
EUA detêm mais de 100 mil imigrantes na fronteira com México em um mês

Graham acrescentou que está pronto para trabalhar com os democratas no projeto de lei, alegando estar "disposto a colocar outras ideias de imigração na mesa". Os democratas, no entanto, continuam céticos. O senador Dick Durbin disse à ABC que "qualquer proposta de imigração que seja severa para as crianças que buscam refúgio e não aborde as causas que as forçam a fugir de seus países de origem não conseguirá conter o fluxo de migrantes".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала