Após derrota na Síria, terroristas fogem em direção à África e Afeganistão, diz UE

© Sputnik / Andrey Stenin / Abrir o banco de imagensFlag of the Islamic State in the conflict zone
Flag of the Islamic State in the conflict zone - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Após a derrota do "califado físico" na Síria e no Iraque, militantes que lutaram nesses países estão se mudando para o Afeganistão e também para o norte da África, disse neste sábado (11) o coordenador da luta antiterrorista da União Europeia, Gilles de Kerchove.

"O fim do califado físico [no Iraque e na Síria] não acaba com o problema. Muitos combatentes europeus ainda estão lá. Outros se mudaram para outras áreas de conflito, incluindo Afeganistão, Sahel [região], Sinai e norte da África", disse o representante europeu em entrevista para a emissora belga RTBF. Ele acrescentou que a África pode ser o próximo alvo dos terroristas.

Forças de segurança do Afeganistão investigam local de ataque suicida contra mesquita em Cabul - Sputnik Brasil
Forças do Afeganistão matam liderança local do Daesh
Em abril, o vice-ministro da Defesa da Rússia, Alexander Fomin, disse que alguns membros do Daesh* chegaram ao sul da África após a derrota na Síria.

Declarações semelhantes foram feitas pelo ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu. Segundo ele, os militantes do Daesh estavam se mudando para a Ásia Central e o Sudeste Asiático depois de terem sido derrotados na Síria e no Iraque.

O conflito armado na Síria está em andamento desde 2011. A vitória sobre o Daesh no Iraque e na Síria foi anunciada no final de 2017. As operações contra os militantes continuam em algumas áreas na Síria, mas o foco mudou em direção a um acordo político.

* O Daesh é um grupo terrorista banido do território da Rússia e de diversos outros países.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала