Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Canadá recua e muda condições de proposta dos F-35

Nos siga no
O governo canadense pretende permitir uma "abordagem flexível" quanto aos benefícios industriais para o novo programa de caças, o que pode facilitar uma proposta da Lockheed Martin e do governo norte-americano quanto ao projeto dos novos caças.

A nova abordagem canadense surge após a ameaça da administração do presidente norte-americano, Donald Trump, de retirar o F-35 da competição para substituir os caças CF-18 da Força Aérea Real do Canadá, segundo o portal Ottawa Citizen.

Caso o Canadá insistisse na ideia de que os benefícios industriais e tecnológicos deveriam envolver um investimento de US$ 19 bilhões (R$ 75 bilhões) para uma nova frota de caças, então a Lockheed Martin ficaria de fora da disputa, observou o governo norte-americano.

Cabine de pilotagem do caça norte-americano F-35C Lightning II - Sputnik Brasil
Protótipo de míssil hipersônico para F-35 é apresentado nos EUA (FOTO)

Isso porque o Canadá, como parceiro do programa F-35, não pode exigir à Lockheed Martin que atenda aos benefícios industriais específicos para uma eventual licitação canadense, ou seja, as nações parceiras estão proibidas de imporem requisitos sobre benefícios industriais.

O governo norte-americano também ressalta que as empresas canadenses ganharam aproximadamente US$ 1,3 bilhões (R$ 5 bilhões) pelo trabalho prestado no desenvolvimento de componentes do F-35.

Dessa maneira, os EUA afirmam que não podem participar de uma licitação caso haja requisitos sobre determinados benefícios industriais.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала