Em discurso, Maduro diz que oposição e imperialismo querem levar país a uma guerra civil

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensPresidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Caracas
Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Caracas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse nesta quarta-feira (1º), em discurso para seus apoiadores, que o governo dos EUA e a oposição querem levar seu país a uma guerra civil para defender a intervenção.

"É isso que a oposição e o imperialismo querem nos levar a uma guerra civil (…) Se eu tivesse mandado tanques e tanques e todas as forças especiais que estávamos prontos para enfrentar esse punhado de líderes golpistas, o que teria acontecido?" disse o chefe de estado.

Apoiador(a) do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, exibe imagens do atual chefe de Estado e de seu antecessor, Hugo Chávez, durante manifestação em Caracas no Dia do Trabalhador - Sputnik Brasil
Apoiadores de Maduro realizam marcha pelas ruas de Caracas
Maduro comentou também que as autoridades de segurança do país estão na trilha dos militares que se revoltaram contra seu governo na terça-feira.

"Todas as forças de segurança estão por trás da captura, na busca por esses golpistas que terminaram sozinhos e derrotados", disse o presidente da Venezuela em frente ao Palácio de Miraflores.

Maduro prometeu também que vai se reunir com a alta cúpula de seu governo para traçar um "grande plano de mudanças" no seu governo para corrigir erros.  As reuniões vão ocorrer no próximo sábado (4) e domingo (5).

Maduro disse que o encontro deve incluir movimentos sociais alinhados com o chavismo e políticos do PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela), a sigla governista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала