Crise na Venezuela: opositor Leopoldo López pede asilo na embaixada do Chile em Caracas

© AFP 2022 / Federico ParraOpositor de Nicolás Maduro, Leopoldo López foi ovacionado pelos seus apoiadores após ser libertado em Caracas, na Venezuela
Opositor de Nicolás Maduro, Leopoldo López foi ovacionado pelos seus apoiadores após ser libertado em Caracas, na Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O opositor venezuelano, Leopoldo López, que foi libertado hoje, pediu refúgio na embaixada do Chile em Caracas.

Leopoldo López estava em prisão domiciliar acusado de tentar depor o governo de forma violenta. Ele foi libertado por militares no início desta terça-feira. 

Durante a tarde, ele chegou à embaixada do Chile em Caracas para pedir refúgio, onde já se encontravam sua esposa e seu filho. 

"Lilian Tintori e sua filha entraram como convidadas em nossa missão diplomática em Caracas. Há alguns minutos, seu marido, Leopoldo López, juntou-se à família naquele lugar. O Chile reafirma compromisso com os democratas venezuelanos", confirmou o chanceler chileno, Roberto Ampuero, em seu Twitter.

​A situação da Venezuela se agravou drasticamente nesta terça-feira (30) após o líder da oposição que se autoproclamou presidente do país, Juan Guaidó, ter feito uma convocação para que o povo venezuelano e o exército saíssem às ruas para completar a assim chamada "Operação Liberdade" para derrubar o presidente Nicolás Maduro.

O presidente venezuelano, por sua vez, declarou que os principais comandantes militares estão ao seu lado e pediu "máxima mobilização popular para assegurar a vitória da paz". 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала