Sonda japonesa cria 1ª cratera artificial da história no asteroide Ryugu (FOTOS)

Nos siga noTelegram
Há poucos dias, a sonda japonesa Hayabusa-2 lançou uma carga explosiva sobre a superfície do asteroide Ryugu para recolher amostras do solo.

A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) confirmou esta quinta-feira (25) a existência da cratera criada na superfície do asteroide na sequência do lançamento de uma bomba a partir da sonda Hayabusa-2.

"O relevo do asteroide ficou claramente alterado'', disse Yuichi Tsuda, professor associado da agência, citado pelo diário The Mainichi.

A primeira cratera artificial da história tem cerca de 20 metros de largura, informou a JAXA através da sua conta no Twitter.

As câmeras da sonda registraram a marca, que ficou na superfície após o lançamento da carga explosiva, a partir de uma altura de 1,7 quilômetros sobre o asteroide.

A descoberta do sitio exato onde se deu o impacto ocorreu no contexto da Operação de Busca da Cratera (CRA2), realizada pela agência desde 23 até 25 de abril.

Anteriormente a JAXA publicou uma fotografia na qual se pode observar a projeção de matéria do asteroide que aconteceu depois do bombardeamento.

Hayabusa-2 fez explodir a superfície do asteroide para fazer uma cratera

O objetivo desta missão, que foi iniciada em 2014, era criar uma cratera artificial para obter amostras de solo do asteroide Ryugu. A operação foi completada graças a um dispositivo explosivo de dois quilos e do tamanho de uma bola de beisebol.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала