Coalizão saudita atinge alvos houthis na capital do Iêmen

© AP Photo / Abdulnasser AlseddikFoto de arquivo de fumaça sobe do castelo de al-Qahira após um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita na cidade de Taiz, Iêmen.
Foto de arquivo de fumaça sobe do castelo de al-Qahira após um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita na cidade de Taiz, Iêmen. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A coalizão militar, liderada pela Arábia Saudita, está envolvida na guerra civil no Iêmen desde março de 2015, quando começou a realizar ataques aéreos contra os rebeldes armados houthis a pedido do presidente iemenita Abd Rabbuh Mansur Hadi.

A emissora Ekhbariya TV informou na manhã desta quarta-feira, citada pela Reuters, que a coalizão liderada pela Arábia Saudita atingiu alvos houthi em Sanna. No entanto, a emissora não ofereceu mais detalhes. Não houve relatos de vítimas ou danos.

Míssil Antinavio Nacional de Superfície (Mansup) da Marinha do Brasil, fabricado pela Avibras e exposto na LAAD 2019 - Sputnik Brasil
Avibras nega papel em mortes no Iêmen e aguarda aceno de Bolsonaro à indústria bélica
No domingo, a coalizão liderada pela Arábia Saudita lançou ataques aéreos na capital do Iêmen e atingiu um depósito nas proximidades de uma escola, matando pelo menos 13 crianças e ferindo outra centena.

O Iêmen está envolvido em um conflito violento entre o governo, liderado pelo presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, e o movimento xiita Houthi, também conhecido como Ansar Allah, apoiado por unidades do exército leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, por vários anos.

A guerra civil do Iêmen já provocou mais de 7 mil mortes. Mais de 20 milhões de pessoas no Iêmen precisam atualmente de assistência humanitária, de acordo com estimativas da ONU.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала