Decisão dos EUA sobre as Colinas de Golã viola resoluções da ONU, diz Putin

© Sputnik / Sergey Guneev / Abrir o banco de imagensVladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan em Ancara
Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan em Ancara - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A decisão dos EUA de reconhecer a soberania de Israel sobre a região síria das Colinas de Golã ocupada viola as resoluções do Conselho de Segurança da ONU - uma posição que Moscou já deixou claro, disse o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Após uma reunião entre Putin e seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, em Moscou, nesta segunda-feira, o líder russo foi questionado por repórteres sobre a posição de Moscou sobre a decisão dos EUA.

Presidente dos EUA, Donald Trump, ao lado do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu após a assinatura do documento que reconhece a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã - Sputnik Brasil
Trump revela como 'aula de história' o fez admitir soberania de Israel sobre Golã

"Quanto ao reconhecimento das Colinas de Golã como parte de Israel, você já conhece a postura russa. Ela foi apresentada em uma declaração do Ministério de Relações Exteriores da Rússia. A medida [dos EUA] viola as resoluções do Conselho de Segurança da ONU", afirmou Putin.

A região das Colinas de Golã está ocupada por Israel desde 1967 e, mais tarde, Tel Aviv proclamou a soberania unilateralmente sobre ela.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a decisão de reconhecer a soberania de Tel Aviv sobre isso no final de março, ganhando elogios a Israel — e provocando indignação mundial.

O movimento de Trump não recebeu apoio fora de Israel, sendo rejeitado até pelos aliados mais próximos dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала