Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA avisam sobre 'consequências' após Venezuela prender assessor de Guaidó

Nos siga no
Os Estados Unidos alertaram nesta quinta-feira (21) sobre as "consequências" contra os serviços de segurança do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, caso eles continuem com a repressão contra o líder da oposição Juan Guaidó e seus assessores.

Um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA pediu a libertação do chefe de gabinete de Guaidó, Robert Marrero, que foi preso em uma operação realizada de madrugada. 

"As detenções mostram que Maduro está apostando na repressão para manter o poder. Isso não funcionará", disse o porta-voz. "Haverá consequências para uma repressão continuada."

Fronteira entre Brasil e Venezuela - Sputnik Brasil
Análise: Brasil não tem interesse em se arriscar pela mudança de governo na Venezuela
O porta-voz disse que as prisões foram facilitadas pela juíza venezuelana Carol Padilla, os promotores Farid Mora Salcedo e Dinora Bustamante, e os funcionários do serviço de inteligência Danny Contreras e Angel Flores, acrescentando que os Estados Unidos e os parceiros regionais estão considerando os próximos passos.

Guaidó disse que "não será intimidado". 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала