Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Marinha do Paquistão teria frustrado entrada de submarino indiano em suas águas (VÍDEO)

© AFP 2021 / STR / AFP Marinheiros indianos na torre do submarino nuclear indiano no porto de Visakhapatnam, sudeste da Índia, 6 de fevereiro de 2016
Marinheiros indianos na torre do submarino nuclear indiano no porto de Visakhapatnam, sudeste da Índia, 6 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Marinha do Paquistão publicou um vídeo afirmando que um submarino indiano tentou entrar Nnas suas águas, mas foi impedido.

A Marinha paquistanesa afirmou que frustrou uma tentativa de um submarino indiano entrar em suas águas.

"A Marinha paquistanesa utilizou suas habilidades especializadas para afastar o submarino, mantendo ele com sucesso fora das águas paquistanesas", declarou o porta-voz da Marinha do Paquistão.

​Coordenadas das cenas divulgadas pela Marinha do Paquistão de um submarino indiano tentando invadir as águas paquistanesas, ao sul da costa de Baluchistão.

Segundo a declaração, um submarino indiano com tecnologia avançada foi detectado pela Marinha do Paquistão, e isso é uma perda para a Marinha da Índia.

"O submarino indiano não estava mantendo em vista a política de paz do Paquistão", adicionou o porta-voz, que alertou que a Índia deve aprender com este incidente e "se mover em direção à paz".

Modelo do míssil indiano Agni-3 durante ensaio da Parada do Dia da República, Nova Deli (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Especialista revela destino da Terra perante uma guerra nuclear entre Índia e Paquistão
A Índia ainda afirma que o fato ocorreu um dia após Nova Déli reportar que abateu um drone paquistanês no espaço aéreo indiano.

As tensões entre Índia e Paquistão foram elevadas no último mês quando a Força Aérea indiana realizou um ataque aéreo em 26 de Fevereiro contra um suspeito campo terrorista em Balakot, no Paquistão.

O governo indiano afirmou que foi um ataque não militar preventivo e foi em retaliação a um ataque terrorista realizado no dia 14 de fevereiro, matando 40 soldados.

No dia seguinte, a cidade de Islamabad anunciou que havia abatido dois caças indianos sobre a região da fronteira com a Caxemira, capturando o piloto Abhinandan Varthaman, que foi liberado poucos dias depois.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала