Programa espacial da NASA busca vida alienígena no 2º maior satélite do Sistema Solar

Nos siga noTelegram
A ideia de que alguma forma de vida possa existir no satélite Titã de Saturno é sugerida por Amanda Hendrix, cientista planetária da NASA encarregada pelo programa de exploração de locais no Sistema Solar onde podem existir oceanos subterrâneos.

"Precisamos entender se esses oceanos são habitáveis e, se assim for, se existe vida neles", afirma a cientista resumindo as metas do Ocean Worlds Exploration Program (Programa de Exploração dos Mundos de Oceanos) da NASA, reporta o Express.

O relatório destaca que os especialistas têm evidências explícitas de que este satélite de Saturno, considerado o segundo maior satélite do Sistema Solar, contém massas líquidas estáveis em sua superfície.

"Titã é um mundo oceânico único, porque tem um oceano subterrâneo e também tem lagos de hidrocarbonetos líquidos na superfície", destaca a cientista.

Vista distante do Planeta Nove (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Descoberta mais uma lua de Netuno, Hippocamp (FOTOS)
Embora a especialista afirme que certamente não existem "alienígenas com cabeças verdes nadando por ali", ela acredita que as condições na superfície desse satélite são apropriadas para propiciar a presença de vida. Os oceanos do satélite podem conter algumas "formas de vida simples" e, por isso, "pode haver alguma forma de vida irracional baseada em metano na superfície de Titã", sugere.

Outros lugares que também poderiam abrigar vida, segundo Hendriz, seriam o sexto maior satélite de Saturno, Encélado, e o sexto satélite de Júpiter, Europa.

A especialista informa que a NASA está atualmente decidindo entre duas possíveis missões exploratórias para estudar essas luas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала