Hezbollah teria ajudado Hamas a invadir Israel através de ondas de rádio

© AP Photo / Hussein MallaTrabalhadores constroem muro ao longo da fronteira israelense com o Líbano, na cidade costeira de Naqoura, sul do Líbano, 8 de fevereiro de 2018
Trabalhadores constroem muro ao longo da fronteira israelense com o Líbano, na cidade costeira de Naqoura, sul do Líbano, 8 de fevereiro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Com as Forças de Defesa de Israel (IDF) anunciando que a operação Escudo do Norte, que visava destruir supostos túneis do Hezbollah na fronteira israelense-libanesa, está chegando ao fim, o grupo junto com o Hamas encontrou outra maneira de entrar no estado judaico através de ondas de rádio.

De acordo com o site Times of Israel, a estação de rádio Al-Aqsa (com sede em Gaza e dirigida pelo movimento Hamas) começou a enviar sinais para Israel através de uma torre instalada em uma aldeia libanesa perto da fronteira israelense, com a contribuição do Hezbollah.

A mídia revela, citando o presidente-executivo da Sat View, Nissan Cohen, que o sinal de rádio da nova torre é "muito, muito poderoso", alcançando os ouvintes em Tel Aviv e interrompendo as emissoras locais.

Túnel na fronteira entre Israel e Líbano - Sputnik Brasil
Exército israelense está destruindo último e maior túnel de ataque do Hezbollah (VÍDEO)
"Três meios de comunicação se dirigiram a nós e disseram que havia algo perturbador [em suas transmissões] na frequência 101.6 [FM]. Então fomos checar. Nós seguimos [as transmissões] para o norte, chegamos à fronteira libanesa e percebemos que está vindo de lá", disse Cohen.

Segundo a edição, a fonte de energia do sinal está supostamente localizada no local onde as forças israelenses militares têm tentado eliminar túneis secretos, que teriam sido escavados pelo Hezbollah do Líbano para Israel.

O surgimento das notícias sobre a estação de rádio, apoiada pelo Hamas, veio logo após as declarações do porta-voz das IDF, general de brigada Ronen Manelis, sobre a aproximação do término da operação Escudo do Norte, lançada para impedir possíveis ataques contra o país através de túneis subterrâneos.

Há décadas as relações libanesa-israelenses vêm enfrentando constantes tensões. O último conflito ocorrido em 2006, com as forças israelenses invadindo o Líbano depois que o Hezbollah sequestrou dois soldados israelenses em uma operação na fronteira, resultou na morte de mais de 1.300 pessoas, sendo interrompido por um cessar-fogo mediado pela ONU.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала