Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Democratas veem Trump levando os EUA ao 'caos' e não enxergam solução para crise

© Sputnik / Aleksei Vitvitsky / Abrir o banco de imagensPresidente dos EUA Donald Trump durante a cúpula da OTAN em Bruxelas
Presidente dos EUA Donald Trump durante a cúpula da OTAN em Bruxelas - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma solução para acabar com a paralisação parcial do governo dos EUA será difícil, enquanto o presidente do país, Donald Trump, for influenciado pelos conservadores republicanos, disse o líder da minoria do Senado dos EUA, Chuck Schumer, e a líder da minoria na Câmara, Nancy Pelosi.

"O presidente queria a paralisação [do governo], mas ele parece não saber como sair dela", informou o comunicado. "Enquanto o presidente for guiado pela Convenção da Liberdade da Câmara, é difícil ver como ele pode vir com uma solução que possa aprovar tanto a Câmara quanto o Senado e encerrar a paralisação".

O governo federal dos EUA está em um estado de paralisação parcial que começou no último sábado depois que o Senado não conseguiu aprovar uma resolução orçamentária contínua para manter o governo funcionando.

Os líderes democratas notaram que depois da demissão do chefe de defesa dos EUA, James Mattis, Trump está travando uma "guerra pessoal" contra o Federal Reserve e mergulhando o país "no caos".

Presidente dos EUA, Donald Trump, com o secretário de Defesa, James Mattis (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Trump fala sobre suas divergências com ex-chefe de defesa, James Mattis

"Em vez de trazer segurança para a vida das pessoas, ele continua com a paralisação do governo apenas para agradar os apresentadores de rádio e TV. Enquanto isso, pessoas diferentes da mesma Casa Branca estão dizendo coisas diferentes sobre o que o presidente aceitaria ou não o fim da paralisação, tornando impossível saber onde eles estão em um determinado momento", declararam Pelosi e Schumer.

Parlamentares democratas no Senado não apoiaram o projeto aprovado na Câmara dos Representantes na sexta-feira, que incluiu US$ 5,7 bilhões em fundos para financiar um muro fronteiriço na fronteira entre os EUA e o México, conforme proposto por Trump. A medida precisava de 60 votos para prosseguir.

O Senado dos EUA se reunirá na próxima quinta-feira à tarde para continuar negociando um projeto de lei de gastos que satisfaça os democratas do Trump e do Senado. Até lá, vários serviços públicos seguem prejudicados e funcionários seguem sem receber.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала