Kosovo vota a favor da criação de seu próprio exército

Nos siga noTelegram
As autoridades da autoproclamada República do Kosovo decidiram aprovar a transformação das atuais Forças de Segurança do país em um exército.

O Parlamento do Kosovo adotou três leis distintas para possibilitar a criação de um exército. Entretanto, a sessão do parlamento foi boicotada por membros que representam a minoria sérvia.

"Um total de 105 parlamentares presentes hoje votaram a favor", afirmou Kadri Veseli, porta-voz do parlamento.

O exército supostamente será composto por um total de 8.000 pessoas, sendo 5.000 soldados na ativa e 3.000 reservistas, além de receber 300 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão) para compra de equipamentos e trens nos próximos três anos. A iniciativa de criar um exército foi muito criticada pela Sérvia, enquanto que o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, alertou sobre ações "importunas".

Os caças MiG-29 da Força Aérea da Sérvia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Sérvia efetua maiores manobras militares na história do país em meio a tensão com Kosovo
Jens Stoltenberg lamentou pela decisão ter sido tomada sem o consentimento da OTAN, enfatizando que, com a mudança, a OTAN terá de reanalisar o nível de compromisso com a Força de Segurança do Kosovo.

Além disso, Stoltenberg garantiu que seu relacionamento com Pristina e Belgrado permanece calmo e privado de qualquer declaração ou ação que possa gerar um conflito, reforçando que a OTAN continua apoiando a União Europeia e promovendo diálogo entre Belgrado e Pristina para uma solução política para a região.

A decisão foi tomada em razão do crescimento das tensões entre Pristina e Belgrado, quando a república autoproclamada impôs 100% de tarifas em produtos importados da Sérvia e Bósnia e Herzegovina.

Kosovo unilateralmente proclamou sua independência da Sérvia em 2008 e foi reconhecida por mais de cem membros da ONU.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала