Revista em quadrinhos da DC Comics com Putin vaza nas redes (FOTO)

© Sputnik / Алексей Никольский / Abrir o banco de imagensPresidente russo Vladimir Putin
Presidente russo Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Presidente russo "declara guerra" aos EUA na recente edição da DC Comics.

O líder russo surge na oitava série do Watchmen, uma revista de histórias em quadrinhos. No decorrer da história, o presidente Vladimir Putin surge e, apesar de sua curta participação, tem um papel de destaque.

A história começa com o personagem Nuclear no meio de uma multidão na Rússia, onde o personagem acidentalmente transforma as pessoas em vidro com seus poderes, desencadeando um incidente internacional no qual o líder russo se encontra com o Super-homem, com quem ele mantinha contato, antes de utilizar o incidente como um pretexto para declarar guerra aos EUA, segundo a comicbook.com.

A revista "Watchmen" é uma sequência da revista Doomsday Clock, o que explica a guerra contra os EUA, já que no universo "Doomsday Clock", o governo dos EUA é diretamente responsável pela abundância de pessoas com superpoderes, que são utilizadas para desestabilizar as nações rivais e dominar os negócios globais, segundo o portal Syfy.

"Eles estão acumulando secretamente um exército por mais de uma década", declara o presidente russo durante coletiva de imprensa após o incidente, prometendo culpar qualquer um que esteja conectado ao Nuclear.

Entretanto, o fato parece ter ligações políticas, a julgar pela data e ano em que a revista foi confeccionada. Dá para presumir que a revista tenha sido escrita por um artista do Departamento de Estado dos EUA, alegando que um jovem superpoderoso de Douma, que foi encontrado por Nuclear e Super-homem, não só escapou de um ataque a gás realizado pelo presidente sírio Bashar Assad, que provocou a morte de sua família, como também da escravidão infantil.

O profissional em arte, Adam Robinson, afirmou que prefere acreditar que a DC e a Warner Bros não são ingênuas o suficiente para vazar as revistas, entretanto, eles não estão acima da publicidade, eles podem ter alguém fazendo isso por eles. "Essa é a maneira americana, acima de tudo", enfatizou o profissional.

Robinson cita que há sentido para a DC fazer isso, já que uma nova Guerra Fria pode vir a acontecer na vida real e Watchmen está se tornando algo real na DC.

A história termina com uma surpreendente revelação sobre Nuclear criando um suspense infernal, mas não está claro se o presidente russo surgirá novamente na história.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала