Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ex-diretor do FBI tenta manobra sem precedentes para evitar depor ao Congresso dos EUA

Nos siga no
O principal advogado da Câmara dos Representantes dos EUA criticou os esforços do ex-presidente do FBI James Comey para bloquear uma intimação do Congresso.

"Nenhum tribunal distrital federal na história da República concedeu o tipo de benefício que Comey procura aqui", disse Thomas Hungar, o conselheiro-geral da Câmara, em uma audiência perante o juiz Trevor McFadden sobre a tentativa de Comey de bloquear a intimação.

Anthony Weiner, à direita, e Huma Abedin aparecem em tribunal. - Sputnik Brasil
Mídia: Comey mentiu sobre a investigação de e-mails de Clinton encontrados em laptop
Comey entrou com uma ação no início da semana para tentar se esquivar da intimação que o obrigaria a prestar depoimento a portas fechadas aos comitês da Câmara sobre atividades do FBI em 2016 e 2017, informou o Politico. Os advogados do ex-diretor do FBI argumentam que a intimação é uma tentativa de assediá-lo e desacreditar indícios de conluio entre membros da campanha Trump e autoridades russas (algo denunciado por ele ao deixar o cargo que ocupava no ano passado).

O ex-diretor do FBI se ofereceu para testemunhar publicamente, mas o presidente do Comitê Judiciário, o representante republicano Bob Goodlatte rejeitou o pedido.

O advogado de Comey aventou a possibilidade de que aliados do presidente poderiam vazar seletivamente partes distorcidas da audiência se seu cliente fosse forçado a testemunhar confidencialmente. Para evitar suspeitas, Goodlatte prometeu liberar a transcrição do testemunho logo após a audiência.

Hungar argumentou que Comey tem o direito de falar publicamente e corrigir o registro caso suas declarações sejam mal interpretadas.

O ex-diretor do FBI James Comey depõe a uma audiência do Comitê de Inteligência do Senado sobre a alegada interferência da Rússia na eleição presidencial dos EUA de 2016. - Sputnik Brasil
Análise: Comey jogou lenha na fogueira do impeachment, mas também pode ser processado
David Kelley, advogado de Comey, reconheceu que a concessão do pedido de Comey seria sem precedentes; os tribunais não intervieram no passado quando as testemunhas tentaram contornar as intimações do Congresso. Ele, porém, encorajou o juiz apontado para o caso (escolhido por Donald Trump) a acatar o pedido dada a gravidade do caso.

Se nada mudar, Comey deve testemunhar na terça-feira.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала