Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Hillary Clinton tem mais chances de virar presidente da Líbia que dos EUA'

© REUTERS / RICK WILKINGEx-candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, com seu marido, ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, durante a cerimônia de posse de Trump, em 20 de janeiro de 2017
Ex-candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, com seu marido, ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, durante a cerimônia de posse de Trump, em 20 de janeiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Acreditar que o antídoto para Trump é a sua ex-rival de campanha, Hillary Clinton, é a mesma coisa que considerar uma doença cardíaca como antídoto para o câncer, acredita o colunista John Wight.

No artigo publicado no portal RT, o jornalista assegura que a política democrata, que recentemente falou sobre sua possível participação das eleições de 2020, tem mais hipótese de ser presidente da Líbia do que dos EUA.

Hillary Clinton dá uma palestra no Edmund Burke Lecture Theatre, Trinity College, em Dublin. - Sputnik Brasil
Hillary Clinton é criticada no Twitter por acusar Trump de insistir em 'ataque hacker'
Uma vez que "a maldade e Hillary Clinton andam de mãos dadas", achá-la como um antídoto para o atual chefe da Casa Branca é uma "perversão grotesca da democracia", acrescenta o autor.

Na opinião de Wight, a maldade é a especialidade particular de Clinton, vestida de roupas do liberalismo. Parafraseando Einstein, Wight argumenta que o liberalismo é "o sarampo da humanidade" e que o exemplo de Hillary Clinton é o mais notório.

"Ela é uma mulher para quem o mundo e tudo o que tem nele é um equivalente a um bufete, que é útil apenas na medida em que alimenta e nutre a hegemonia americana", opinou ele.

A campanha de Clinton para a presidência se desmoronou em 2016, foi desprovida de credibilidade, tal como uma ovelha é tosquiada, "pelo pastor da verdade que é o WikiLeaks". Não conseguindo aceitar sua derrota, escreve o autor, os democratas decidiram dirigir sua ira contra a Rússia, Julian Assange e WikiLeaks, afirmando que houve uma alegada conspiração especial contra a ex-candidata. O resultado foi uma investigação federal liderada por Robert Mueller, ex-diretor do FBI, que teve como alvo inclusive o próprio presidente Donald Trump, embora provas concretas nunca tenham sido apresentadas.

Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia. - Sputnik Brasil
Trump oferece apoio a candidata democrata na disputa do comando da Câmara
De acordo com John Wight, ambos os Clinton e Barack Obama foram responsáveis por "dar à luz" pessoas como Donald Trump, assim como seu "caos neoliberal" é a causa do populismo de direita.

"Se essa raiva populista de direita pode gerar mais caos neoliberal em 2020, a experiência americana de culto do indivíduo certamente levará a uma segunda guerra civil", acrescenta o colunista.

Para as massas populares necessitadas dos Estados Unidos e as nações que querem romper com os "tentáculos do império", John Wight ressalta que hoje em dia dificilmente existem diferenças entre as alas do Partido Democrata e do Partido Republicano neste "simulacro de democracia".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала