NASA revela novos detalhes sobre o enigmático asteroide Oumuamua (VÍDEO)

© Foto / ESO/M. KornmesserOumuamua, o primeiro asteroide interestelar que entrou no nosso Sistema Solar
Oumuamua, o primeiro asteroide interestelar que entrou no nosso Sistema Solar - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Especialistas da NASA revelaram mais informações sobre o estranho objeto Oumuamua, o primeiro asteroide detectado que não vem do Sistema Solar, cujo comportamento estranho levou alguns cientistas a considerar a possibilidade de ser uma nave alienígena.

Oumuamua é um objeto interestelar, que atualmente está se afastando do Sistema Solar, descoberto em uma trajetória altamente hiperbólica, o que fez com que fosse classificado como o primeiro de uma nova classe chamada de asteroides hiperbólicos.

Depois de analisar mudanças constantes na velocidade de seu deslocamento, o Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian (EUA) chegou a sugerir recentemente que poderia ser uma "sonda" enviada intencionalmente à Terra "por uma civilização alienígena".

Rede neural (imagem referencial) - Sputnik Brasil
5 missões no espaço e na Terra onde inteligência artificial é a melhor amiga do homem
A NASA mantém numerosos telescópios apontando para o corpo espacial, porém, devido ao seu tamanho, a agência espacial não conseguiu detectá-lo nem mesmo no início de setembro, quando ele estava mais perto da Terra.

"O fato do Oumuamua ser pequeno demais para ser detectado [pelo telescópio espacial] Spitzer é, na verdade, um resultado muito valioso", diz David Trilling, professor de astronomia da Universidade do Norte do Arizona (EUA) e principal autor do estudo, publicou nesta quarta-feira (14) no The Astronomical Journal.

Embora essa circunstância não permita que os cientistas identifiquem a forma exata do asteroide, pode-se calcular a área aproximada de sua superfície, já que, se o objeto fosse grande o suficiente, teria sido visto.

As novas descobertas podem esclarecer a origem e a evolução do Oumuamua, mas os astrônomos afirmam que, de acordo com os resultados do estudo, a natureza do asteroide permanece ainda mais enigmática.

Seu tamanho relativamente pequeno dá liberdade à teoria de que o objeto está sendo empurrado de dentro por gás, o que poderia ter o expulsado de seu sistema solar materno e o forçado a viajar no espaço.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала