Astrônomos encontram o que poderia ser uma das estrelas mais antigas já conhecidas

Nos siga noTelegram
A pequena estrela tem quase a mesma idade do nosso Universo – 13,5 bilhões de anos –, o que sugere que ela é composta da matéria mais primitiva lançada pelo Big Bang.

A estrela identificada como 2MASS J18082002-5104378 B é incomum por ter poucos metais em seu interior. Após o Big Bang, as primeiras estrelas do Universo teriam consistido completamente de elementos como hidrogênio, hélio e pequenas quantidades de lítio, diferenciando-se das estrelas de gerações posteriores, inclusive do Sol. 

Nave espacial Dawn da NASA em frente ao planeta Ceres e ao asteroide Vesta - Sputnik Brasil
NASA perde sonda espacial no Cinturão de Asteroides
No núcleo dessas primeiras estrelas, a maioria dos elementos que nos rodeiam se fundiram e, em virtude da explosão desses corpos celestes no final de suas vidas, a nova matéria se expandiu por todo o Universo. Assim, a geração seguinte de estrelas foi formada a partir dos restos desse material constituído de metais, incorporando-os em sua composição. 

Os astrônomos encontraram cerca de 30 estrelas extremamente pobres em metais. No entanto, a 2MASS J18082002-5104378 B é a mais leve de todas, indicando que também é a mais antiga, salienta o estudo publicado no The Astrophysical Journal.

Ao contrário das grandes, as estrelas de massa reduzida podem viver por tempos excepcionalmente longos. Acredita-se que as anãs vermelhas, por exemplo, que possuem uma fração da massa do Sol, vivem até bilhões de anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала