Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

HRW: Ataques contra civis no Iêmen podem restringir a venda de armas dos EUA para a Arábia

© REUTERS / Faisal Al NasserArmas de fogo de artilharia do exército saudita em direção às posições houthis da fronteira saudita com o Iêmen.
Armas de fogo de artilharia do exército saudita em direção às posições houthis da fronteira saudita com o Iêmen. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O grupo ativista Human Rights Watch (HRW) espera que o Congresso dos EUA finalmente proíba a venda de armas à Arábia Saudita e aos Emirados Árabes Unidos, porque os ataques ilegais contra civis no Iêmen persistiram desde a última consideração de uma medida semelhante, disse o vice-diretor da organização em Washington, Andrea Prasow, à Sputnik.

Embaixada russa no Reino Unido - Sputnik Brasil
Rússia exige provas da chancelaria britânica sobre supostos ataques cibernéticos
"A última vez que o Senado votou para parar a venda de armas, quase foi aprovada. O número significativo de ataques ilegais que foram registrados desde então, acredito que implica que, se o Senado enfrenta uma votação semelhante, poderia ser aprovado, e o Senado poderia tentar proibir a venda de armas para a Arábia Saudita e possivelmente para os Emirados Árabes Unidos, mas não deveria chegar a esse ponto, o governo dos EUA deveria decidir por si próprio que esse sinal não deveria ser enviado aos sauditas de que eles podem continuar com o apoio ilimitado dos EUA ", disse Prasow.

Human Rights Watch é uma organização internacional não governamental que defende e realiza pesquisas sobre os direitos humanos. A sede HRW está localizada na cidade de Nova York e a organização mantém escritórios em Amsterdã, Beirute, Berlim, Bruxelas, Chicago, Genebra, Johanesburgo, Londres, Los Angeles, Moscou, Paris, São Francisco, Tóquio, Toronto, Washington e São Paulo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала