Especialista militar comenta teste do novo míssil do sistema de defesa antiaérea russo

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensTestes do novo míssil de intercepção do sistema russo de defesa antimíssil
Testes do novo míssil de intercepção do sistema russo de defesa antimíssil - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os militares russos realizaram um teste bem-sucedido de um novo míssil interceptador, anunciou o Ministério da Defesa nesta quinta-feira. O especialista militar Aleksei Podberezkin explicou ao serviço russo da Rádio Sputnik as características do novo míssil.

Nesta quinta-feira (30), militares russos realizaram um teste bem-sucedido de lançamento de um novo míssil do sistema de defesa antiaérea no polígono de Sary Shagan, no Cazaquistão. Foi o quinto teste do novo míssil interceptador, depois dos lançamentos de 24 de novembro, 12 de fevereiro, 2 de abril e 20 de julho.

Lançamento do novíssimo míssil de intercepção do sistema russo de defesa antiaérea no polígono de Sary Shagan, no Cazaquistão - Sputnik Brasil
Militares da Rússia testam com sucesso novo míssil interceptador (VÍDEO)
A entidade militar disse que o sistema de defesa antimísseis faz parte do arsenal da Força Aeroespacial Russa e é projetado para repelir ataques aeroespaciais inimigos, realizar missões ligadas ao sistema de aviso de ataque de mísseis e controle do espaço cósmico.

O diretor de pesquisas político-militares da Universidade de Relações Internacionais de Moscou, Aleksei Podberezkin, explicou ao serviço russo da Rádio Sputnik as capacidades do míssil interceptador. Ele comenta, que está decorrendo a modernização do sistema interceptador antimíssil em grandes altitudes. Esse míssil é destinado a substituir os mísseis bastante modernos, mas já tornados obsoletos, que garantem a defesa antimíssil da região central do país.

"Segundo o Tratado sobre Mísseis Antibalísticos, que foi denunciado pelos norte-americanos, nós, naquela época, fizemos uma dessas regiões [de proteção antimíssil] ao redor de Moscou. O seu objetivo é interceptar a grande altitude os mísseis balísticos que se aproximem. Para isso é necessário um míssil que possa sair quase ao espaço próximo e ter grande velocidade, próxima da velocidade de voo (ou até superior) da ogiva do míssil balístico", comentou Podberezkin.

De acordo com o especialista, agora estão terminando com sucesso os testes de tais mísseis, que irão manter a segurança não apenas da região da capital mas, se for necessário, de outras regiões do país e proteger de ataques de mísseis balísticos intercontinentais. O S-400, por exemplo, é capaz de interceptar todos os alvos balísticos aerodinâmicos que voam a altitudes de 40 quilômetros. Os novos sistemas, os novos mísseis, serão capazes de interceptar a maiores altitudes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала