Mídia: sistema de mísseis Iskander pode ser o mais novo destruidor de navios russos

© Sputnik / Aleksei Danichev / Abrir o banco de imagensIskander-M (SS-26 Stone, segundo o código da OTAN), sistema móvel de mísseis balísticos da Rússia
Iskander-M (SS-26 Stone, segundo o código da OTAN), sistema móvel de mísseis balísticos da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Primeiro, a China desenvolveu um míssil "destruidor de porta-aviões" de longo alcance. Agora, o sistema de míssil russo Iskander pode ter a mesma missão, escreve Michael Peck da revista The National Interest.

Segundo Michael Peck da The National Interest, recentemente a Rússia realizou duas simulações de "lançamentos eletrônicos" do Iskander-M, também conhecido como SS-26 Stone. As simulações foram realizadas contra navios no mar Negro.

Lançamento do míssil balístico do complexo Iskander-M a partir do polígono de Kapustin Yar, na região russa de Arkhangelsk - Sputnik Brasil
Iskander contra ameaça marítima: nova arma para combater navios da OTAN
O Iskander-M é um sistema lançador de mísseis balísticos russo de um estágio capaz de transportar uma ogiva nuclear ou convencional, além de mísseis de cruzeiro R-500 Kalibr com alcance aproximado de 500 km. Este míssil pode alcançar velocidade de 2.000 km/h e uma altitude de 5 a 10 m, sua carga útil pode pesar de 200 a 500 kg. Além disso, eles estão preparados para visar navios capazes de transportar mísseis Tomahawk e o sistema de mísseis Aegis, que seriam navios de segunda e terceira classe, como afirma o site Russia Beyond.

A Rússia, através das simulações e da publicidade na mídia russa, deixa claro que pode utilizar mísseis balísticos, ou ao menos seus lançadores, como arma antinavio e que pode produzir mísseis "destruidores de porta-aviões", tal como os mísseis chineses. Estes usam mísseis DF-26 modificados de médio alcance, em torno de 2.500 milhas, tendo um alcance maior que o Kalibr e Iskander-M, porém, um míssil de 500 km é útil na defesa da costa, como no Báltico e mar Negro.

Após o lançamento de mísseis de cruzeiro de curto alcance pela Rússia, o único obstáculo para o lançamento de mísseis de longo alcance, semelhantes aos lançados pela China, seria o fato de que, em caso de seu lançamento, isso ocasionaria a violação do tratado de controle de armamentos entre os EUA e a Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала