Caça F-35 aparece armado até os dentes (VÍDEO)

Nos siga noTelegram
Um vídeo recentemente postado no YouTube mostra evidências de um F-35A Joint Strike Fighter da Real Força Aérea holandesa adaptado para missões de apoio aéreo perto. Em outras palavras, ele sacrifica suas habilidades furtivas para carregar todo um arsenal.

Nesta configuração, as armas são colocadas do lado de fora da aeronave. A fabricante, Lockheed Martin, batizou-o como "Beast Mode" ("Modo Besta") ou "Bomb Truck" ("Caminhão-Bomba"), relata The Aviationist.

Na gravação publicada vemos um avião holandês F-35A que se encontra na Base Edwards na Califórnia, EUA, e que foi filmado pelo fotógrafo Frank Crebas.

Caça F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Acordo sobre caças F-35 entre EUA e Turquia está a um passo do abismo
A aeronave estava voando com quatro bombas a laser GBU-12 e dois mísseis de curto alcance AIM-9 Sidewinders ar-ar, guiados por sensores infravermelhos nos pontos de fixação externos.

No entanto, quando o F-35 carrega armas debaixo das asas ao invés dos contêineres internos, ele acaba perdendo algumas características furtivas.

E não é o único problema dessa configuração. Conforme relatado em várias mídias americanas especializadas, como o The Drive, a configuração máxima 'Beast Mode' para F-35, com 16 mísseis ar-ar simplesmente não existe, uma vez que no solo ainda não foi testado, como também não foram testados os pontos de fixação para acomodar todo o armamento.

Caça F-35 nas instalações do Lockheed Martin no Texas - Sputnik Brasil
'Grande demais para falhar': por que EUA sacrificam a qualidade do caça F-35?
Este fator coloca uma sombra na comparação dos F-35 com seus antecessores da Força Aérea norte-americana: o F-15, capaz de transportar entre 16 e 20 mísseis ar-ar, e A-10, capaz de realizar missões de apoio aéreo perto por uma fração dos custos do uso do F-35 e que pode transportar mais armas contra alvos terrestres.

Sendo assim, o F-35, embora seja uma aeronave sofisticada que faz parte do avanço tecnológico, não apresenta tantas vantagens competitivas em relação à geração anterior, como esperado após seus vídeos promocionais.

Por sua vez, alguns apoiadores deste programa, o mais caro na história dos projetos de armamento, esperam que com o crescimento considerável da economia e com o surgimento de combatentes mais sofisticados, o F-35 se torne realmente acessível como se esperava no início do programa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала