Ex-guarda-costas de Macron é indiciado por agredir manifestante

© AFP 2022 / Lionel BonaventureO presidente francês, Emmanuel Macron, e seu então chefe de segurança, Alexandre Benalla, durante campanha em 2017
O presidente francês, Emmanuel Macron, e seu então chefe de segurança, Alexandre Benalla, durante campanha em 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Alexandre Benalla, ex-guarda-costas do presidente da França, Emmanuel Macron, foi indiciado pela agressão de um manifestante durante um protesto no último 1 de maio, Dia do Trabalhador, segundo informou a imprensa francesa.

Benalla foi demitido neste final de semana depois que vídeos da agressão se espalharam pela internet, manchando a imagem do governo, que prometeu total transparência e integridade durante o período de campanha eleitoral.

De acordo com a mídia local, Macron estava ciente do que havia acontecido desde o início, mas só demitiu o funcionário quando o caso foi divulgado ao público. Em meio à repercussão negativa do caso, o chefe de Estado francês decidiu reorganizar o seu gabinete. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала