'Sem Fake News’: Guia norte-coreano zomba da mídia estadunidense durante visita de Pompeo

© AP Photo / Joseph NairJornalistas esperam pelo líder norte-coreano Kim Jong Un no Palácio Presidencial de Cingapura, 10 de junho de 2018. Kim se reuniu com o primeiro-ministro de Cingapura Lee Hsien Loong antes da cúpula com o líder americano Donald Trump (arquivo)
Jornalistas esperam pelo líder norte-coreano Kim Jong Un no Palácio Presidencial de Cingapura, 10 de junho de 2018. Kim se reuniu com o primeiro-ministro de Cingapura Lee Hsien Loong antes da cúpula com o líder americano Donald Trump (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Detalhes curiosos estão surgindo sobre as recentes negociações entre os EUA e a República Popular Democrática da Coreia. Um guia teria se divertido com jornalistas estrangeiros, certificando-se de que nenhuma “notícia falsa” estivesse à bordo de uma van rumo ao aeroporto de Pyongyang.

Enquanto jornalistas de vários meios de comunicação dos EUA embarcavam em uma van de imprensa no aeroporto, um guia perguntou quais veículos estavam representados.

"Nenhum repórter da CNN ou da NBC?" ele perguntou, brincando acrescentando: "Nesta van, nenhuma notícia falsa!"

Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, dividem a tela - Sputnik Brasil
Coreia do Norte diz que desnuclearização pode falhar após conversas com EUA
A CNN e a NBC têm sido consistentemente criticadas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, e por membros de seu gabinete. Um repórter perguntou ao guia o que ele esperava da reunião.

"Nós teremos que ver, como seu presidente diz", o guia teria respondido, sugerindo que está familiarizado com a mídia americana, assim como seu interminável drama de acompanhamento.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, terminou dois dias de negociações com altos funcionários da Coreia do Norte no sábado. Os dois lados caracterizaram o encontro usando definições significativamente diferentes.

"Tivemos muitas horas de conversas produtivas. Essas são questões complicadas, mas fizemos progressos em quase todas as questões centrais", disse Pompeo a repórteres antes de deixar a Coreia do Norte.

Líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente estadunidense, Donald Trump, deixam a sala após assinar o documento conjunto durante a cúpula histórica em Singapura, em 12 de junho de 2018 - Sputnik Brasil
Trump presenteia Kim Jong-un com um CD com 'Rocket Man' (Homem Foguete), de Elton John
Pyongyang, por outro lado, caracterizou as negociações como infrutíferas, culpando uma atitude "lamentável" do lado americano, descrita como uma "mentalidade de gangster" de exigências unilaterais.

"Esperávamos que os EUA adotassem medidas construtivas para construir confiança de acordo com o espírito da Cúpula EUA-Coreia do Norte", o governo declarou por meio de nota da da agência estatal de notícias KCNA. "No entanto, a atitude dos EUA […] foi de fato lamentável. Os Estados Unidos estão equivocados se chegaram ao ponto de considerar que a [Coreia do Norte] seria compelida a aceitar, com paciência, as exigências que refletem sua mentalidade de gângster", reproduz o comunicado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала