FIFA investiga 'gesto político' de jogadores suíços em jogo contra a Sérvia

© REUTERS / Gonzalo FuentesO suíço Shaqiri comemora seu gol na vitória da seleção da Suíça contra a Sérvia durante a fase de grupos da Copa do mundo de 2018. O símbolo que ele faz seria uma representação da águia da bandeira albanesa, e foi considerado uma provocação contra a Sérvia. A FIFA abriu investigação sobre o caso.
O suíço Shaqiri comemora seu gol na vitória da seleção da Suíça contra a Sérvia durante a fase de grupos da Copa do mundo de 2018. O símbolo que ele faz seria uma representação da águia da bandeira albanesa, e foi considerado uma provocação contra a Sérvia. A FIFA abriu investigação sobre o caso. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A FIFA abriu processo disciplinar contra os jogadores da Suíça, Xherdan Shaqiri e Granit Xhaka, devido às comemorações dos dois jogadores após gol durante a vitória na sexta-feira (22) sobre a Sérvia na Copa do Mundo, segundo informa a Reuters.

Ambos os jogadores, que são albaneses étnicos e da herança kosova, comemoraram com um gesto que parecia imitar a águia exibida na bandeira da Albânia.

A Sérvia se recusa a reconhecer a independência de sua antiga província, o Kosovo, cujos 1,8 milhão de habitantes são em sua maioria de etnia albanesa, que se separaram há 10 anos.

Os jogadores negaram que sua comemoração fosse política.

"Para mim, foi um dia muito especial", disse Xhaka. “Esta é uma vitória para a minha família, para a Suíça, a Albânia, o Kosovo. O gesto foi para todos que me apoiaram; não foi destinado a nossos adversários. Foi um jogo muito emocional”, afirmou à Reuters.

Shaqiri disse: "Não tem nada a ver com política, é sobre futebol".

Torcida mexicana na partida contra a Coreia do Sul na cidade de Rostov - Sputnik Brasil
9º dia de Copa do Mundo tem jogo com maior número de gols e virada heroica alemã
A FIFA disse que também abriu um processo contra a Federação Sérvia por causa de distúrbios no público e exibição de mensagens políticas e ofensivas de torcedores sérvios.

Uma investigação preliminar da FIFA foi aberta contra o técnico da Sérvia, Mladen Krstajic, por "supostas declarações feitas após o jogo", acrescentou o órgão.

Reportagens na imprensa mostraram afirmações de Krstajic dizendo a repórteres sérvios que o árbitro alemão Felix Brych, que negou punição à sua equipe, deve ser julgado em Haia, sede do tribunal de crimes de guerra da Organização das Nações Unidas (ONU) para a ex-Iugoslávia.

A Suíça venceu a Sérvia por 2x1 no jogo do Grupo E.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала