Líder supremo iraniano declara 'derrota' de Washington no Oriente Médio

© AP Photo / Sem credencialLíder supremo iraniano, Ali Khamenei, discursa em reunião em Teerã, Irã, outubro de 2017
Líder supremo iraniano, Ali Khamenei, discursa em reunião em Teerã, Irã, outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Apesar de gastarem muito dinheiro e esforços com suas políticas no Oriente Médio, os EUA não ganharam nada em troca e sua estratégia na região é um fracasso, declarou Teerã.

Durante o sermão de sexta-feira (15), que marca o último dia do Ramadã, o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, declarou que os EUA fracassaram em alcançar seus objetivos no Oriente Médio.

"O presidente dos EUA disse que 'gastamos sete trilhões de dólares [cerca de R$ 25 trilhões] nesta região e nada ganhamos em troca'. Isso significa a derrota. Os EUA sofreram uma derrota na região", disse Khamenei citado pelo Press TV.

Segundo ele, os EUA, que ele descreveu como "o Grande Satã", acabaram por desperdiçar seus recursos "apesar de todos os seus esforços, disposições malignas e retórica fanfarrona".

Vídeo vazado mostra o chefe da inteligência militar das Forças de Defesa de Israel, o major-general Tamir Hyman, alertando oficiais de segurança estrangeiros sobre alegados preparativos do Irã para ataques a Israel a partir da Síria - Sputnik Brasil
General das IDF diz que Irã está planejando ataque contra Israel
Mais cedo, o presidente iraniano Hassan Rouhani também chamou Donald Trump como "o pior e mais malvado" presidente dos EUA, acrescentando que "praticamente todos os países estão condenando os EUA e elogiando o Irã" após a retirada de Washington do acordo nuclear iraniano.

As tensões entre o Irã e os EUA se agravaram depois que em 8 de maio Donald Trump anunciou sua decisão de abandonar o acordo nuclear com o Irã e aplicar novas sanções econômicas contra Teerã. Muitos outros países, incluindo a Rússia, a China e a UE, se manifestaram contra a decisão dos EUA e prometeram manter o pacto. O Irã também reafirmou seu compromisso com o acordo, sublinhando que poderá aumentar sua capacidade nuclear caso o entendimento colapse.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала