Paraguai inaugura embaixada em Jerusalém, seguindo exemplo dos EUA

© REUTERS / Ronen ZvulunPresidente paraguaio, Horacio Cartes, sentado em frente ao seu homólogo israelense, Reuven Rivlin, na residência do presidente de Israel em Jerusalém, antes da cerimônia de inauguração da embaixada do Paraguai em Jerusalém
Presidente paraguaio, Horacio Cartes, sentado em frente ao seu homólogo israelense, Reuven Rivlin, na residência do presidente de Israel em Jerusalém, antes da cerimônia de inauguração da embaixada do Paraguai em Jerusalém - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta segunda-feira (21), o país latino-americano inaugurou sua embaixada em Jerusalém, seguindo decisão controversa dos EUA que provocou protestos maciços em muitos países muçulmanos.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente paraguaio, Horacio Cartes, compareceram à cerimônia da inauguração.

"Agradeci ao presidente [Cartes] por sua decisão [de transferir a embaixada], o que destacou os fortes laços entre os dois países e sua liderança corajosa", escreveu no Twitter o ministro da Segurança Pública israelense, Gilad Erdan, que recebeu o presidente paraguaio no aeroporto.

Anteriormente, outro país latino-americano, Guatemala, deu o mesmo passo, expressando seu apoio à decisão do presidente norte-americano.

​​Os Estados Unidos inauguraram sua embaixada em Jerusalém no dia 14 de maio, justamente no dia em que foi comemorado 70º aniversário do Estado soberano de Israel.

Recep Tayyip Erdogan, presidente de Turquia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Erdogan: situação de Jerusalém é 'linha vermelha' para mundo muçulmano
A transferência da embaixada norte-americana de Tel Aviv causou uma nova ronda de confrontos violentos entre Israel e manifestantes palestinos na Faixa de Gaza. De acordo com últimos dados, como resultado dos eventos, ao menos 61 pessoas morreram, todos do lado árabe.

Israel considera Jerusalém como sua capital, incluindo a parte oriental da cidade, anexada pelos israelenses durante a Guerra dos Seis Dias em 1967. Contudo, a comunidade internacional não reconhece o status da cidade, enquanto os palestinos reivindicam Jerusalém Oriental como sua capital.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала